Férias de qualidade!

Por 17/07/2019 outubro 8th, 2019 Gerais

O Sepe Entrevista conversou com Tetê Ribeiro, pedagoga, psicopedagoga, jornalista e radialista, para falar sobre a qualidade das atividades e interações com as crianças durante as férias.

Ela compartilha com a gente o alerta sobre o uso das tecnologias pelas crianças, lembra a importância do resgate de algumas brincadeiras e traz uma orientação sobre educação das crianças em relação ao uso da internet.

Você pode acompanhar a entrevista no texto abaixo ou por meio do vídeo!

Primeira Parte
Segunda Parte
Terceira Parte
Quarta Parte

Sim, eu vivo o ambiente da sala de aula, vivo também o ambiente da maternidade. Tenho essa relação muito direta com criança, com infância. E agora no mês de julho a gente se preocupa em proporcionar o melhor das férias para os nossos filhos ou para as crianças que convivem com a gente.

Mas, olha, muitas vezes, o que a gente fala na decoração também serve na criação de filhos ou na convivência com essas crianças, menos é mais. O que eu posso dizer para vocês, para as ferais de julho, para os feriados, para as férias de fim de ano, é que aproveitem o não fazer nada que é interessante, brinquem com brinquedos mais interessantes e mais manuais com as crianças, ou seja, carrinho, bloquinho de construção, tem várias receitas de massinha.

Ah, mas onde é que entram as tecnologias? Essa é uma grande discussão que a comunidade educacional tem conversado, tem falado, e é um alerta que não só nós da educação fazemos, mas também o pessoal da medicina, pediatras, não só do Brasil, mas do mundo inteiro, estão alertando em relação ao uso excessivo das tecnologias, e aí eu vou falar do excessivo, ou seja, muito, muito, muito, de manhã, de tarde, de noite.

Ah então quer dizer que eu vou tirar o videogame, vou tirar o tablet, vou tirar o celular? Não sei até que ponto isso é interessante para você. Mas que tal limitar? Já que são férias, de repente, você coloca a televisão ou celular ou tablet ou um vídeo para quando você precisar preparar algo que requer mais a sua atenção, desde o alimento para criança, almoço, jantar, lanche, eu acho que é uma boa.

A gente tem que usar a tecnologia a nosso favor e não contra. Como assim? Quando você não tem um limite de uso de tablet, telefone e também das telas de televisão, você de certa forma não interage, então você deseduca, você permite que seu filho ou que sua filha seja deseducado.

Outra coisa, mesmo quando for acessar internet ou assistir algum filme, esteja do lado da criança, mesmo que seja um canal só de desenhos infantis, a criança aprende de duas formas, por observação ou por imitação e aí ela vai adaptando do jeito dela, vai moldando de acordo com o mundo,

 Se você deixa ela solta com tablets, TV, telas, enfim, e não orienta, ela vai achar que aquilo é supernormal. Então, quando você está do lado e as crianças e adolescentes também, é interessante que a gente comente, “olha isso não é legal”, “caramba, nossa, que coisa chata”, “Olha, a gente não pode fazer isso”, principalmente se o desenho, se o programa, tiver um fundo de moral, “olha talvez se ele não tivesse feito isso esse problema não teria acontecido”.

 Sempre tem uma moral aí que a gente pode trabalhar mesmo estando no período de férias. E aí, gente, aproveite, criança gosta de fazer tudo com a gente, se não der para tirar férias junto com eles pelo menos alguns dias para ficar por conta. História, desenho, pintura com tinta. Eu vou te dar agora uma lista de materiais que não podem faltar para quem tem criança em casa ou para quem convive com criança, vai por mim, eu tenho.

Lápis de cor, não precisa ser de 36 cores, não. Tem que ser lápis de cor. Giz de cera, massinha, aliás, tem várias receitas na internet que ensinam a fazer a massinha de várias coisas, desde farinha de trigo, giz de cera que você não usa, que já está velho, está só o toquinho do giz de cera, livros, livros de pintura, se não der para ter o livro de pintura, de repente, procura na internet desenhos para colorir, dá para fazer impressão e colorir, o desenho livre também é bacana, receitas, gente, criança ama culinária.

Então, dá para fazer um bolo de chocolate, peta, pãozinho de queijo, rosquinha, essas coisas que as crianças gostam, eu sempre faço com meus filhos, sempre faço com meus alunos e eles se amarram nisso.

Brincadeiras que a gente brincava quando era criança e que as crianças não estão brincando muito por causa do superagendamento, às vezes, porque realmente não tem essa possibilidade. Pique esconde, andar de bicicleta, subir em árvore, jogar bola, sabe o que é melhor de tudo? A gente pode brincar junto e relembrar esses momentos, é tão bom quando eu vejo pais brincando com seus filhos ou adultos brincando com crianças, se divertindo, rindo, é maravilhoso e pode ter certeza que esses momentos vão ficar guardados aqui oh <3 e vão ficar saudades. Então aproveitem os dias, olho no olho, calor humano, aconchego. Boas férias!

SepeGo

SepeGo

Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Goiânia Saiba mais>>