Gamificação em sala de aula

Por 26/02/2019 outubro 8th, 2019 Gerais, Notícias

A gamificação é trazer a dinâmica que acontece nos games para a sala de aula, o que tornou uma das maiores tendências atuais na área da educação.

O legal dessa nova forma de ensinar é trazer os desafios dos games para estimular os alunos a superarem seus limites, definirem seus objetivos de forma estratégica e conseguirem focar nas tarefas que são propostas.

Algumas dicas sobre como colocar essa estratégia de ensino dentro das salas de aula

Tabuleiros

Algumas crianças talvez nem tenham tido contato com jogos como dama e xadrez. Mas essa não deixa de ser uma excelente opção. A dica é: adapte jogos convencionais ou crie seus próprios tabuleiros.

Você pode até mesmo ampliar o tabuleiro usando aqueles tatames de EVA, criando uma estratégia própria que se encaixe na proposta da sua aula.

Caça ao tesouro

Crie perguntas que estejam dentro da proposta de ensino. Quem souber a resposta terá em mãos uma dica valiosa para encontrar o tesouro escondido. Este trabalho pode ser feito em grupo e poderá estimular o aluno a trabalhar em equipe.

Júri Simulado

O Júri Simulado também proporciona uma aula muito mais interativa e dinâmica. A partir da exposição de um problema inicial, os alunos se dividem entre grupo de defesa e grupo de acusação e devem apresentar seus argumentos.

A proposta é que os alunos possam se aprofundar em um tema, construindo e alimentando a capacidade crítica. Além disso, a partir de um problema concreto, desenvolvem-se outras habilidades como organização, argumentação, levantamento de hipóteses, diálogo e exposição das ideias.

JOGOS ELETRÔNICOS

Duolingo

O Duolingo é um dos mais completos e democráticos cursos de idiomas da internet. Disponível para web, iOS, Android e Windows Phone. A versão para Escolas possui um painel de controle estruturado para professores acompanharem o nível de aprendizado de seus alunos, identificando padrões de desempenho e comportamento individual.

Minecraft

O game Minecraft é um verdadeiro fenômeno. Criado como um ‘mundo aberto’, no qual todos os elementos podem ser modificados e moldados de acordo com a criatividade dos jogadores. É um game bastante flexível e permite que inúmeras atividades diferentes ocorram em seus mundos virtuais.

A versão Minecraft Education Edition foi desenvolvida para ser utilizada em salas de aula. Com esta edição, os professores de todo o mundo poderão aproveitar as possibilidades que o game oferece para tornar as aulas mais divertidas e lúdicas, estimulando o aprendizado e a criatividade.

Dica bônus

Quer se aprofundar no assunto? Temos uma dica de leitura para compartilhar. E-book Os games na sala de aula: Games na educação ou a gamificação da educação?

Sinopse do livro:

O livro de Cristiano N. Tonéis, Os Games na Educação: Games na sala de aula ou a Gamificação da Educação?, traz, desde seu título, uma provocação. Provocação que nos põe em movimento de busca; de compreensão acerca do sentido da Educação e dos modos de ensinar com Tecnologias, mais especificamente com Games. O que se revela ao longo da trama construída pelos distintos capítulos é um desejo: aquele de estar-com tecnologias. O estar-com, numa concepção heideggeriana expressa o estar-junto-a. Pode-se perguntar: junto ao que? Junto ao mundo. Mundo da experiência vivida. Mundo como espaço aberto que se estende à medida que desenvolvemos ações. Mundo como horizonte de compreensões possíveis a cada um de nós, aos outros e à comunidade a qual pertencemos. Mundo como realidade passível de ser vivenciada.

Mundo em que, segundo Husserl, é possível significar. Mundo da Educação com Tecnologias, sobre o qual Tonéis nos convida a pensar, abrindo perspectivas de compreender a produção de conhecimento, especificamente no contexto das aulas de Matemática.

Tem algum outro tema que gostaria que fosse abordado no blog do SEPE?

Deixe seu comentário que será um prazer pesquisar sobre o assunto e publicar aqui!

SepeGo

SepeGo

Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Goiânia Saiba mais>>